O que é a Bovespa

Autor: 
Luís Indriunas

A Bovespa é uma entidade sem fins lucrativos responsável pela intermediação e negociação de ações de empresas brasileiras. Subordinada ao Banco Central e à Comissão de Valores Mobiliários, a Bovespa tem como sócios as corretoras de valores, que são suas cotistas.

São cerca de 100 corretoras de valores que
intermediam as operações do mercado. As corretoras podem ser regionais,
nacionais ou internacionais. A diferença, além da área de atuação de
cada uma, é o número de títulos patrimoniais da Bovespa que cada uma
tem. A corretora internacional tem que ter 12 títulos, a nacional, 6;
regional, três. Em 31 de dezembro de 2006, cada título da Bovespa
estava valendo R$ 1,2 milhões. O Conselho de Administração, cujos
membros são eleitos pelas corretoras, é quem escolhe as diretrizes da
instituição.

As principais funções da Bovespa são:

  • Fazer o meio-de-campo entre as pessoas interessadas em aplicar suas economias em ações e as empresas que precisam de recursos para crescer.
  • Proporcionar as condições necessárias de rapidez, transparência e segurança para que as corretoras de valores possam intermediar as negociações para seus clientes.
  • Auxiliar na formação de preços, garantindo que os negócios sejam realizados seguindo as regras e normas estabelecidas pela CVM.
  • Criar uma auto-regulação, oferecendo sistemas operacionais tecnologicamente eficazes e economicamente transparentes ao mercado.
  • Educar pequenos e grandes investidores aos conceitos sobre o mercado acionário para que os investidores conheçam a importância de formar um patrimônio investindo em ações e mostrar os seus reflexos para o desenvolvimento econômico do país

Abertura do próprio capital

A Bovespa, seguindo tendência de outras bolsas de valores
internacionais (como a de Frankfurt, Nasdaq, Hong Kong e Londres)
abriu seu próprio capital em 25 de outubro de 2007.

O processo de desmutualização, ou seja, transformação de uma instituição
sem fins lucrativos em uma empresa, já havia sido anunciado em 2006.

O IPO da Bovespa foi um sucesso, suas ações foram comercializadas pela cotação máxima, de R$ 23,00. Foi a maior abertura de capital da historia do mercado acionario brasileiro, arrecadando um total de R$ 6,6 bilhões de reais (o recorde anterior pertencia à Redecard, que havia atingido os R$ 4,643 bilhões).

Em 2006, a Bovespa gerou receitas de R$
310 milhões
com suas operações, contabilizando um superávit de R$ 199,7
milhões.

Fusão - Além dessas mudanças, a Bovespa e a Bolsa de Mercadorias e Futuro anunciaram no dia 25 de março de 2008 que entraram em um acordo para a realização da integração das suas atividades.