Como usar o FGTS?

Autor: 
Luís Indriunas

Para praticamente todas as opções de compra da casa própria, existem a oportunidade de usar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. É possível retirar todo o valor depositado ou parte dele. Se você é casado os dois podem usar os recursos.

No caso dos financiamentos bancários, é possível usar o FGTS como parte da parcela para recebimento das chaves ou como forma de abatimento durante o pagamento das prestações. Contudo, nem todos os imóveis na planta ou em construção dão a opção do uso do FGTS. É o caso dos que usam carteiras hipotecárias como garantia. Essa modalidade é normalmente usada para imóveis com valores acima de R$ 300 mil.

Nos consórcios, você pode usar seu Fundo de Garantia como parte do lance para conseguir a carta de crédito. No pagamento à vista, ele vai ser somado ao que você já tem.

Há, no entanto, alguns limites para a retirada do FGTS para a compra de um imóvel. Veja quais são:

  • Só pode ser usado por quem ainda não tem um imóvel em seu nome ou do seu cônjuge no município onde mora e nos municípios limítrofes.
  • O tempo mínimo de recolhimento é de três anos para se ter direito ao benefício.
  • Não pode ser usado para reformas ou ampliações de imóveis.
  • Não pode ser usado para compra de imóvel comercial ou terreno. Não pode ser usado para compra de imóveis para lazer como sítio ou casas de praia. A exceção é quando o imóvel estiver no município ou nos municípios limítrofes aonde o comprador reside ou trabalha há mais de um ano.

Se você tem um imóvel e quer comprar outro, você pode vendê-lo e depois pedir o resgate do FGTS para completar a compra do novo. Mais informações sobre o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço pode ser conseguido no site da Caixa Econômica Federal.