Bancos e contas na Suíça

Autor: 
Lee Ann Obringer

Um novo banco
A maioria dos bancos suíços são muito antigos, alguns têm mais de 200 anos. Ainda é possível abrir um banco privado, mas você irá precisar de US$ 7,25 milhões.

Os suíços e os bancos na Suíça usufruem a vantagem de terem acesso a diversos tipos de bancos. Tanto um banco "universal", assim como uma série de tipos de bancos mais especializados, compõem o sistema bancário suíço. Os bancos universais na Suíça podem fornecer todos os tipos de serviços bancários para seus clientes, de empréstimo ao gerenciamento de ativos às contas tradicionais de depósito e análises financeiras.

Os "dois grandes"
Há mais de 400 bancos na Suíça, os dois maiores são o Union Bank of Switzerland (que passou a ser chamado de USB AG depois de sua fusão com o Swiss Bank Corporation, em 1998) e o Credit Suisse Group. Juntos, esses dois bancos contabilizam mais de 50% do total do balanço patrimonial de todos os bancos na Suíça. Você pode encontrar um diretório dos bancos suíços aqui.

Banco
Cedida por Sidonius
Creative Commons Atribution-Share Alike License 2.5/>
Banco Credit Suisse em Zurique

Regional e local
A Suíça possui muitos bancos universais pequenos que se concentram no empréstimo e nas contas tradicionais de depósito. Ao restringir seu negócio a uma região, eles obtêm uma proximidade com o cliente e se tornam mais conhecidos pelos noticiários e acontecimentos locais, além dos ciclos de negócios regionais.

Cantonal
A Suíça é composta por 26 cantões oficiais ou estados. Atualmente, há 24 bancos cantonais. Os bancos cantonais são 100%, ou em sua maioria, propriedade dos cantões e devem ser gerenciados de acordo com os princípios corretos dos negócios. Sua história remonta há mais de cem anos, oferecendo empréstimos a custo baixo e oportunidades de investimento seguras desde o século XIX. Os bancos cantonais individuais operam, principalmente, no mercado de seu cantão de origem. Todos os bancos cantonais são responsáveis por cerca de 30% das operações bancárias na Suíça e têm um total de balanço patrimonial combinado de mais de 300 bilhões de francos suíços.

cantões
Cedida por Mschlindwein
GNU Free Documentation License (Licença GNU de Documentação Livre)/>
Cantões da Suíça

Grupo Raiffeisen
Com mais de 1200 sedes em todo o país (o maior número de filiais), o Grupo Raiffeisen é o terceiro maior banco da Suíça. Os bancos do Grupo Raiffeisen têm raízes locais profundas e existem há mais de um século. Eles são afiliados ao Swiss Union, que é responsável pelo gerenciamento de risco e coordenação das atividades do Grupo, além da estrutura das atividades de negócios de cada um dos bancos individuais, permitindo aos bancos o foco em seus verdadeiros clientes de consultoria de negócios e a venda de serviços bancários.

Privado
Os bancos privados da Suíça são de propriedade individual, têm parcerias coletivas e limitadas e estão entre os mais antigos na Suíça. Eles se concentram, principalmente, no gerenciamento de ativos de clientes privados e não fazem ofertas publicamente para aceitar depósitos em poupança.

Estrangeiro
A Suíça também possui diversos bancos controlados por capital estrangeiro, o que significa que mais da metade dos votos das empresas são geridos por estrangeiros com lucros qualificados. A propriedade é, predominantemente, de países da Comunidade Européia (mais de 50%), seguida pelo Japão (cerca de 20%).

Sobre as contas
Há muitos níveis de contas bancárias. Para os residentes suíços, há contas "em circulação", que são úteis para o gerenciamento diário do seu dinheiro, mas rendem poucos juros; as contas "salário" pagam um pouco mais de juros do que as contas em circulação, mas sem recursos como emissão de cheques e/ou alguns outros serviços; e as contas "poupança" oferecem juros mais elevados, mas não são muito úteis para várias transações. A maioria das pessoas que não mora na Suíça deseja abrir uma conta no país devido às suas oportunidades de investimento e privacidade. Quanto mais opções e orientações sobre investimentos você quiser, maior será o saldo exigido.

Contas numeradas
Provavelmente, a conta bancária suíça mais notória seja a conta "numerada". Conforme fica implícito, essas contas possuem números associados a elas (ou, às vezes, uma palavra em código) em vez de um nome. Ainda assim, sempre haverá pessoas no banco que deverão ter ciência do nome que está atrelado à conta. Portanto, ao contrário da crença popular, não existe algo como uma conta bancária suíça "anônima". Embora os banqueiros suíços devam permanecer em silêncio com relação aos seus clientes e às suas contas, sempre há registros de propriedade.

Chave
Cedida por Swiss Banker
Essa Chave de Ouro é usada para acessar um número de uma conta de dez dígitos, conhecido somente pelo detentor da Chave

Contas inativas
Como ocorre com tudo o que é "secreto", você terá de lidar com o que acontece quando uma das poucas pessoas que sabem sobre o assunto morrer. As contas, cujos titulares morrerem sem terem compartilhado as informações com outras pessoas sobre a existência da conta, se tornam inativas após um período. A conta pode ser transferida para os herdeiros, mas é algo que se tornará difícil se ninguém estiver ciente a seu respeito e o banco não souber que você morreu.

Seu banqueiro poderia tentar encontrá-lo, mas isso "acabaria com o sigilo", por assim dizer. Entretanto, se após 10 anos não houver nenhum contato, o banco tem a obrigação legal de procurá-lo. Caso você não seja encontrado, ou se tiver falecido, o banco irá procurar seus herdeiros. Se os herdeiros não forem localizados, o banco irá passar a conta para o ombudsman dos bancos suíços, um funcionário que representa o público ao investigar reclamações de cidadãos individuais.

Portanto, é importante tomar algumas medidas para se certificar de que seu dinheiro irá para as pessoas que desejar. Por exemplo, forneça ao banqueiro os dados de outra pessoa com quem ele possa entrar em contato caso você fique afastado por um determinado período (ainda assim, essa pessoa não precisa saber sobre a conta). Outra opção seria você manter informações sobre a conta, guardadas em um envelope especial a ser aberto somente após o seu falecimento [Fonte: Swiss-Bank-Accounts.com - em inglês].