O que é a execução hipotecária?

Autor: 
Lee Ann Obringer

Não pagar as prestações do empréstimo implica em perda da propriedade. Significa que é bem provável que o imóvel seja hipotecado. A execução da hipoteca implica que o credor pode se apossar do imóvel e vendê-lo a fim de conseguir o dinheiro emprestado de volta. Tecnicamente, a execução da hipoteca é um procedimento legal que ocorre em caso de inadimplência.

De acordo com o U.S Department of Housing and Urban Development - HUD (em inglês), conversar com o credor e possivelmente com uma agência de assessoria em habitação (em inglês) é o que deve ser feito. Veja abaixo algumas alternativas.

  • Hipoteca especial - significa que se pode negociar com o credor um novo plano de pagamento que se ajuste a situação financeira do mutuante. Às vezes, pode-se ter perdido o emprego ou uma outra fonte de renda. O credor pode reduzir ou suspender temporariamente o pagamento das prestações.
  • Modificação do financiamento - se o mutuante está se recuperando de um problema financeiro e possui hoje uma renda menor, poderá refinanciar o empréstimo ou prolongar o número de períodos das prestações.
  • Reclamação parcial - pode-se obter um empréstimo sem juros junto ao HUD a fim de colocar seus pagamentos em dia. Essa opção exige uma qualificação especial.
  • Venda pré-hipoteca - se o valor do imóvel foi avaliado em pelo menos 70% do valor devido, então pode-se vender a propriedade para saldar o empréstimo. O preço de venda tem que ser no mínimo 95% do valor avaliado e além disso, existem outras exigências para a qualificação.
  • Escritura no lugar da execução da hipoteca - pelo fato de a hipoteca comprometer o crédito, talvez o mutuante queira "dar" a propriedade ao credor a fim de evitar problemas de crédito associados à hipoteca. De novo, existem outras exigências para a qualificação.

Lembre-se de conversar com uma agência de assessoria em habitação aprovada pelo HUD e fique atento para as armações que podem tirar vantagem da sua situação.