O que é protecionismo

protecionismo
© istockphoto.com /Henrik5000

O protecionismo é uma política econômica de proteção da indústria de um determinado país ou região contra a competição estrangeira por meio da adoção de tarifas, subsídios, cotas de importação ou outras restrições que dificultem a concorrência para competidores internacionais. O protecionismo é considerado desde os primeiros estudos econômicos como uma das medidas que mais prejudica o país que a adota. Em "A Riqueza das Nações", o fundador das ciências econômicas Adam Smith dava a receita de que o sucesso do livre comércio se baseia no fato de que cada nação deve se especializar na produção de determinadas mercadorias e não tentar produzir tudo. O protecionismo foi uma das estratégias mais poderosas do mercantilismo e geralmente é uma medida adotada em períodos de guerra ou de graves crises econômicas mundiais. O protecionismo pode ser exercido também de formas mais discretas e sofisticadas, como por meio das leis de "livre comércio" adotadas em vários países ricos. Essas legislações buscam garantir que os outros países não adotem subsídios para suas exportações, o que distorceria os preços numa competição internacional, e evitar que empresas estrangeiras fixem preços abaixo do custo real (dumping) numa competição considerada predatória. Os acordos internacionais de livre comércio têm procurado limitar as medidas protecionistas em vez de eliminá-las completamente.

Assuntos relacionados