O que é um smart card?

Um "smart card", ou cartão inteligente, assemelha-se a um cartão de crédito em tamanho e formato, mas seu interior é completamente diferente. Primeiramente, ele possui um interior, enquanto um cartão de crédito normal é um simples pedaço de plástico. O interior de um cartão inteligente normalmente contém um microprocessador embutido. Este microprocessador fica sob uma placa de contato de ouro em uma das faces do cartão. Pense no microprocessador como um substituto da usual fita magnética em um cartão de crédito ou débito.

Os smart cards são muito mais populares na Europa que nos Estados Unidos. No Brasil, estão sendo adotados por bancos e até operadoras de vale-refeição. Na Europa, seguradoras de saúde e bancos utilizam amplamente esses cartões. Todo cidadão alemão possui um cartão inteligente de plano de saúde. Apesar de esse tipo de cartão já existir no seu formato atual por pelo menos uma década, somente agora eles estão se tornando mais populares.

A tecnologia de fitas magnéticas continua sendo utilizada em larga escala nos Estados Unidos. Entretanto, os dados contidos nelas podem ser facilmente lidos, escritos, apagados ou alterados com equipamentos de fácil acesso. Assim, as fitas magnéticas realmente não são o melhor local para se armazenar informações importantes. Para proteger o consumidor, muitas empresas têm investido em extensas redes de computadores ligadas a um computador central online para verificação e processamento. Na Europa, tal infra-estrutura não chegou a se desenvolver, pois é o cartão que carrega a inteligência.

O microprocessador em um cartão inteligente existe para fins de segurança. O computador e o leitor de cartão "conversam" com o microprocessador, que por sua vez possibilita o acesso aos dados no cartão. Se o computador pudesse ler e gravar na "random access memory" do cartão inteligente, este não seria diferente de um disquete.

Cartões inteligentes podem ter até 8 kilobytes de memória RAM, 346 kilobytes de memória ROM, 256 kilobytes de ROM programável e um microprocessador de 16 bits. O cartão inteligente utiliza uma interface serial e recebe energia de fontes externas como um leitor de cartão. O processador tem um conjunto limitado de instruções para aplicações como a criptografia.

As aplicações mais comuns do smart card são:

  • cartões de crédito
  • dinheiro eletrônico
  • sistemas de segurança por computador
  • comunicação sem fio
  • sistemas de fidelidade (como programas de milhagens)
  • operações bancárias
  • TV via satélite
  • identificação de membros do governo

Os cartões inteligentes podem ser utilizados com leitores conectados em um computador pessoal a fim de autenticar um usuário. Softwares de navegação na Internet também podem utilizar a tecnologia do smart card para complementar SSL (Secure Sockets Layer) utilizado para melhorar a segurança em transações na Internet. Os leitores de cartão inteligente também podem ser encontrados em telefones celulares e máquinas de doces e refrigerantes.

Esses links o ajudarão a aprender mais: